sábado, 22 de janeiro de 2011

Como vencer as tentações


Como vencer as tentações


1 João 1.8-10

Quando crianças desfrutamos dos cuidados dos nossos pais que nos privam de inúmeras situações, mas quando chegamos a juventude é como se as portas da vida se abrissem diante de nós.

Conhecemos novas pessoas, passamos a ir a lugares novos e assim passamos a "viver" a nossa vida, travando um contato com coisas boas, com coisas ruins e com aquelas que aparentemente são boas, surgem então situações por vezes traiçoeiras são que como a ilustração do navio que afundou em um mar calmo e tranqüilo, surpreendido por uma corrente marítima que o levou para fora do rumo e o lançou sobre os rochedos, ou mesmo como areia movediça. O solo parece firme e sólido, mas ao pisarmos nele afundaremos e seremos traiçoeiramente tragados. Elas se materializam naquele belo rapaz que está super a fim de você, mas não é cristão, na vontade desenfreada de olhar na prova do colega no meio do teste mais difícil da sua vida, na possibilidade de dinheiro fácil quando você está sem um centavo no bolso... enfim, de inúmeras maneiras.

Como vencer as tentações?

No salmo 119.11 temos o salmista falando que escondi a tua palavra no meu coração para eu não pecar contra ti, um dos segredos para vencer as "correntes marítimas traiçoeiras" ou mesmo o pântano mortal que nos surpreendem, é meditação na palavra de Deus.

Na medida em que meditamos na Palavra de Deus, crescemos em conhecimento e intimidade com o Pai, e o fato é que Satanás não pode suportar alguém que esteja em íntima comunhão com Deus.

Paulo em Efésios 6.10, 11 e 17 diz: Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

Tomai também... e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. A palavra de Deus é rocha onde nossos pés são firmados em meio às tentações. A meditação na Palavra do Senhor se tornará arma extremamente poderosa se você acoplar a ela uma vida de santidade e oração. Você certamente já deve ter ouvido esse provérbio: Pouca oração, pouco poder, muita oração, muito poder.

A oração é arma poderosa contra as artimanhas do maligno. Em II Tessalonicenses 5.17, Paulo nos exorta a uma vida de oração incessante: Orai sem cessar.

Uma vida de oração nos faz sensíveis aos menores intentos de Satanás. Medite na palavra do Senhor, mantenha uma vida de oração e acredite que a vitória é sua. 1 Coríntios 10.13, diz que não nos veio tentação que não fosse humana, mas que nosso Deus é fiel e Ele nos daria o escape. Em Romanos 8.37 temos: Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.

Em II Pedro 2.9 temos: Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, ... O que não nos falta é a promessa do livramento do Senhor ante as tentações. Temos o Espírito Santo que nos fortalece, basta apenas confiarmos na provisão do Senhor e dependermos totalmente Dele.

Diz também o provérbio que Deus não faz por nós aquilo que podemos fazer, ou seja, Deus nos deu a sua maravilhosa Palavra, nos favoreceu com a oração e prometeu o livramento diante das tentações, mas nada disso adianta se nós não nos esquivarmos das concupiscência da carne. Para evitarmos o mal devemos fugir de situações que nos levariam a pecar, isto é, evite a sessão de revistas pornográficas nas bancas ou mesmo na Internet – afinal não tem ninguém olhando mesmo... Não assista programas que podem te defraudar. Estude para a sua prova, ou então assuma o risco de ir mal.

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação: na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

Qual é a tua fraqueza? O que você tem feito para não fracassar? Não dê lugar a carne.

Contra as ciladas de Satanás medite nos ensinamentos de Deus, ore e confie.

Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. (Ef. 6.13.)


:: Fonte: lagoinha.com

Um comentário:

lenilce disse...

Nossa muito legal e bem profundo. Acho q todos os jovens deviam ler e se basear nisso, pois Cristo está a porta, a espera de nós.